29 de dezembro de 2017

LIVRO - Quem mexeu no meu queijo

Uma parábola que busca revelar verdades sobre mudança. É uma história sobre quatro personagens - dois ratos e dois humanos do mesmo tamanho dos roedores - que vivem em um labirinto em eterna procura por queijo, que os alimenta e os faz feliz. O queijo é uma metáfora daquilo que se deseja ter na vida, seja um bom emprego, um relacionamento amoroso, dinheiro, saúde ou paz espiritual. O labirinto é o local onde as pessoas procuram por isso - a empresa onde se trabalha, a família ou a comunidade na qual se vive. Nesta história, os personagens se defrontam com mudanças inesperadas. Um deles é bem-sucedido, e escreve o que aprendeu com sua experiência entre as paredes do labirinto.

28 de dezembro de 2017

Os Planos e Projetos Humanos - Já fez a sua lista?



"O coração do homem pode fazer planos (aos homens pertencem os planos), mas a resposta certa dos lábios vem do Senhor. Todos os caminhos do homem são puros aos seus pró[rios olhos, mas o Senhor pesa o espírito (avalia os motivos). Confia ao Senhor as tuas obras (tudo o que fizerdes), e os teus desígnios serão estabelecidos (eos teus planos serão bem sucedidos)" (Pv. 16:1-3).
"O coração do homem traça o seu caminho, mas o Senhor lhe dirige os passos" (Pv. 16:9).
"Há caminho que parece direito ao homem, mas afinal são caminhos de morte" (Pv. 16:25).
"Onde não há conselho fracassam os projetos, mas com os muitos conselheiros, há bom êxito" (Pv. 15:22).

Está se aproximando o último dia do ano. Em algumas horas começaremos um novo ano nas nossa vidas. Temos planos? Quais são? É legítimo fazê-los? Pode ser bastante útil considerar o assunto num momento como este.
Nós temos conhecimento dos Planos Eternos de Deus, sobre a vontade soberana de Deus no universo e nas vidas de cada um de nós. Mas o que as Escrituras nos dizem sobre os planos humanos?
O livro de Provérbios nos é especialmente útil neste sentido. Nós podemos definir provérbio como sabedoria concentrada. São frases que resumem ensinos necessários à vida humana. Mas o Livro de Provérbios é muito mais do que isso: tem a chancela divina. É inspirado.
Alguns dos ensinos mais diretos e relevantes sobre o assunto (Os Planos e Projetos Humanos), são encontrados neste livro, especialmente no capítulo 16.
Observemos rapidamente estes textos que falam de planos, projetos ou caminhos humanos, em busca de orientação para as nossas vidas.
O que eles nos ensinam?

1. A Legitimidade dos Planos Humanos

Estes textos nos ensinam que os planos e os projetos humanos são legítimos. Os animais são direcionados pelo instinto, eles não têm planos, são movidos pela satisfação das suas necessidades físicas. Mas não pode ser assim com os seres humanos racionais. Nos compete fazer planos, traçar caminhos, estabelecer propósitos e metas na vida.

Jesus ilustra a legitimidade dos projetos humanos com a seguinte pergunta:
"Pois, qual de vós, pretendendo construir uma torre não se assenta primeiro para calcular a despesa e verificar se tem os meios para a concluir? Para não suceder que, tendo lançados os alicerces e não a podendo acabar, todos os que a virem zombem dele dizendo: este homem começou a construir e não pode acabar". (Lc.14:28-30)
Por outro lado, a preocupação excessiva pela vida não é lícita. Temos que confiar na fidelidade de Deus. Mas a negligência e ociosidade são igualmente ilícitas. Ao mesmo tempo em que as Escrituras condenam a solicitude pela vida, não apresentam a formiga como modelo de prudência, por armazenar no verão o alimento para comer no inverno. (Pv. 6:6-11; 30:25)

2. O Perigo dos Planos Humanos

Mas o coração do homem é enganoso e precisamos reconhecer isso. A nossa capacidade de avaliação da retidão e pureza dos nossos projetos é muito falha. Nós somos tentados a considerar os nossos caminhos sempre retos aos nossos próprios olhos. Entretanto, caminhos que nos parecem retos, são estradas perigosas que levam a precipícios mortais.
  • Cuidado com a avareza
Nos nossos planos devemos Ter cuidado especial contra o perigo da avareza, que está intimamente ligado ao desejo de riqueza.

Neste sentido o apóstolo Paulo adverte Timóteo:
"Ora, os que querem ficar ricos caem em tentações e ciladas, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males; e alguns, nesta cobiça, se desviaram da fé, e a si mesmos se atormentaram com muitas dores". (1Tm. 6:9-10)

Nossos planos de riqueza podem esconder perigosas ciladas para nossa alma. Tenhamos cuidado.
Jesus mesmo advertiu os seus discípulos contra o perigo da avareza dizendo:
"Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância de bens que possui"(Lc.12:15).

E contou-lhes uma parábola para ilustrar sua advertência: a parábola de um rico agricultor que construi celeiros cada vez maiores para armazenas sua produção, com o propósito de satisfazer a carne, mas não fez nenhuma provisão para sua alma. Conclusão da parábola:

"Mas Deus lhe diz: louco, esta mesma noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é o que entesoura para si mesmo e não é rico para com Deus"(Lc. 12:20-21).
  • Cuidado com a auto-suficiência
Outro perigo que pode estar por trás dos nossos planos é a auto-suficiência, a arrogância. Se os nossos planos são absolutos, se não dependem da vontade de Deus, é bem provável que se constituam em caminho de morte. Se pensamos que podemos contar com o futuro, e dispor dele como nos aprouver, demonstramos insensatez e estamos completamente enganados.

Este mesmo capítulo 16 de Provérbios nos adverte:

"A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito a queda" (Pv.16:18).

Muitas pessoas parecem administrar suas vidas como se tudo dependesse apenas delas, como se fossem auto-suficientes, senhores absolutos de suas vidas e destino. Mas nós não podemos contar com o futuro. Nós ignoramos completamente o que ele nos trará. Agir como se fôssemos senhores de nosso futuro é pecado. Melhor é fazermos bom uso do presente.

Recorramos a carta de Tiago (prática como o livro de Provérbios), e atentemos a sua advertência:

"Atendei agora voz que dizeis: hoje ou amanhã iremos para cidade tal, e lá passaremos um ano, e negociaremos e teremos lucro. Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois apenas como neblina que aparece por instante e logo se dissipa. Em vez disso, devíeis dizer: se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo. Agora, entretanto, vos jactais das vossas arrogantes pretensões. Toda jactância semelhante a essa é maligna" (Tg.4:13-16).

O homem não pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida. Ele está inteiramente nas mãos do Todo-Poderoso, e deve reconhecer sua incapacidade para dirigir sua vida à parte de Deus; quanto mais o futuro! Nós não temos nenhum controle sobre ele, e temos de depender inteiramente de Deus. Por isso, nossos lábios devem aprender a pronunciar com mais frequência esta pequena frase: Se o Senhor quiser. Mais importante ainda, nossas mentes, vontades, desejos, planos e projetos para o futuro devem estar impregnados desta atitude. Não como nota de rodapé, mas como conteúdo.

Os planos são legítimos, mas cuidado com a avareza e com a arrogância; com o amor ao dinheiro e com a auto-suficiência. A vida de um homem não consiste na abundância de bens; nem tem ele domínio algum sobre o seu futuro.

3. A Atitude Sábia com Relação aos Planos Humanos
Qual então, é a atitude sábia com relação ao assunto? Como podemos agir com sabedoria, ao traçarmos nossos planos para o futuro?
  • Confiar nossos planos ao Senhor
Devemos confiar ao Senhor os nossos planos, se desejarmos que tais planos sejam caminhos de vida. Podemos traçar os caminhos, mas conscientes da nossa falibilidade, devemos deixar que o Senhor nos dirija os passos.
"Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento, reconhece-O em todos os teus caminhos, e Ele endireitará as tuas veredas"(Pv.3:5-6).

Nossos planos devem ser traçados com humildade, na dependência de Deus. Não como se fôssemos senhores do nosso futuro, mas como alguém que reconhece que depende inteiramente da vontade de Deus.
  • Crer na soberania absoluta de Deus sobre o universo
Isto implica em reconhecermos a soberania de Deus sobre as nossas vidas. Em reconhecermos que o Senhor tem um plano eterno, perfeito e imutável. E que Ele faz todas as coisas de acordo com o conselho da Sua própria vontade.
  • Planejar de conformidade com a vontade revelada de Deus
Implica também, que nossos planos devem ser traçados à luz da revelação bíblica como um todo. Objetivamente falando, este é o pré-requisito fundamental para o sucesso dos nossos planos. Que eles estejam de acordo com a vontade de Deus revelada nas Escrituras.
As Escrituras estão repletas de princípios gerais que devem nortear as nossa vidas. Se nossos projetos contrariam estes princípios gerais, não podemos esperar a bênção de Deus sobre eles. Não podemos acalentar que, de algum modo, possam ser projetos corretos.
Para isso precisamos os empenhar para conhecê-la bem e nos exercitarmos na piedade, a fim de que possamos estar dispostos a nos submeter a ela. De outro modo, embora conhecendo a vontade de Deus, estaremos de tal modo escravos da vontade da carne e dos nossos próprios pensamentos, que não conseguiremos levar nossos planos cativos a obediência de Cristo.
  • Não dispensar os conselheiros
Além do que já foi dito, as Escrituras nos ensinam que não podemos dispensar os conselheiros:

"Onde não há conselho fracassam os projetos, mas com os muitos conselheiros, há bom êxito"(Pv.15:22).

Há pessoas mais idosas com as quais podemos nos aconselhar. Os filhos devem recorrer aos pais - em algumas ocasiões os pais também devem recorrer aos filhos. O conselho de irmãos em Cristo mais experientes, e de pastores, podem determinar o bom êxito dos nossos projetos. Enquanto que onde não há conselheiros, muitos fracassos podem ser esperados.

É espantoso ver como determinadas pessoas nunca solicitam conselhos.

Concluindo

Logo estaremos começando um novo ano. Faremos bem em considerar nossas vidas, fazer um balanço em todas as áreas e fazer planos para o futuro; planos relacionados aos nossos estudos, profissão, relacionamentos e, especialmente, planos espirituais. Em que temos errado? Do que temos que nos arrepender? O que temos que fazer para viver de modo que agrade mais ao nosso Senhor? Como servi-lO melhor?

Planejar é lícito mas temos que estar alertas contra os perigos de nos concentrarmos nas riquezas e da não dependência de Deus. Ambas as atitudes são tremendamente perigosas e antecedem a queda, a ruína e a perdição.


Nossos planos para o futuro tem que ser feitos no Senhor; temos que reconhecer que Ele é o Senhor absoluto da nossa vida e do nosso futuro. Temos que pacientemente aguardar que Ele nos dirija os passos, e traçar nossos planos à luz da revelação especial das Escrituras.

20 de maio de 2017

A VIDA DE MOSES LIÇÃO 3: A ÚLTIMA CHANCE DO FARAÓ

Nesta série de seis semanas de lição da escola dominical sobre Moisés, as crianças aprendem que Deus intercede em nome do Seu povo, às vezes de maneiras milagrosas. Em troca, Ele espera que Seus seguidores obedecem aos Seus mandamentos sem murmurar.



Depois de completarem esta lição da escola dominical, as crianças aprenderão a procurar as advertências de Deus sobre o mau comportamento e como podemos nos beneficiar quando ouvimos e obedecemos a Deus.

TÓPICOS

Temendo a Deus, Coração Endurecido, Moisés, Pragas, Ira

COMO CRIANÇAS CHEGAR (10 minutos)

Sinais de Aviso (Atividade) Clique aqui

ORAÇÃO DE ABERTURA E LOUVOR (5 minutos)

Mais informações? Clique aqui

TRABALHO DE MEMÓRIA (6 minutos)

"Bem-aventurado aquele que sempre treme diante de Deus, mas quem endurece o seu coração cairá em angústia". 
Provérbios 28:14 NVI 
Peça às crianças que encontrem este versículo em suas Bíblias, e leiam várias vezes em voz alta. Peça-lhes que fechem os olhos e tentem dizer o verso novamente.

LEITURA E DISCUSSÃO DAS ESCRITURAS (15 minutos)

Introdução: 
Na semana passada aprendemos como Deus falou a Moisés, dizendo-lhe para voltar ao Egito para ajudar a libertar os israelitas do domínio do Faraó. Deus deu a Moisés as palavras para dizer, e o poder de fazer milagres diante de Faraó para fazê-lo deixar o povo ir. Para convencer Faraó que ele estava lidando com o único Deus verdadeiro, Ele enviou dez pragas sobre o Egito. Um pouco mais tarde, vamos cantar sobre essas pragas (opcional). Mas cada vez, o coração de Faraó estava endurecido, e ele não obedeceu a Deus. Em vez disso, ele não deixou o povo ir. Nossa lição hoje começa com a décima praga. Foi a praga mais devastadora de todos eles. Foi a última chance do Faraó. Foi o último aviso dele. Vamos descobrir o que aconteceu.

Leia Êxodo 11: 1-8, 12: 29-32 (Faraó finalmente dá) 
Questões de discussão: 
1. O que Deus disse que aconteceria depois desta praga? (Faraó expulsaria completamente os israelitas do Egito.) 
2. O que ia acontecer a todas as famílias egípcias? (Todos os machos primogênitos, tanto as pessoas quanto o gado morreriam.) 
3. Em que momento essa praga aconteceria? Meia-noite 
4. O que os israelitas tiraram do povo egípcio? (Prata e ouro.) 
5. Por que você acha que Faraó deixou o povo ir após esta praga quando ele não fez após as primeiras nove pragas?(Isso o afetou pessoalmente, tirando a vida de alguém que lhe é querido.) 
6. Ter medo do Senhor é uma coisa boa ou ruim? Por quê? (É uma coisa boa, porque quando temos medo do Senhor, nos tornamos obedientes à Sua Palavra e recebemos Suas bênçãos.)

EXERCÍCIO DE CLASSE (5 minutos)

Coração Endurecido (Object Talk) Clique aqui

APLICAÇÃO (2 minutos)

Embora Faraó tivesse muitos sinais para saber que Deus estava no controle, ele não o temia. Em vez disso, seu coração estava endurecido e isso levou à desobediência. Temos sinais de aviso também. Não só há sinais que nos alertam sobre perigos físicos, como discutimos hoje, mas a Bíblia também está cheia de sinais de advertência. Os Dez Mandamentos são um bom exemplo de algumas dessas advertências, e há muitas outras. Portanto, o que precisamos fazer para aprender a temer a Deus e tentar obedecer a Ele em todas as áreas de nossas vidas?

SEMANA QUE VEM

O que você faria se, quando tentássemos sair dessa sala hoje, as portas não abrissem, por mais que tentássemos? Você poderia entrar em pânico? Algo muito semelhante aconteceu com os israelitas. Volte na próxima semana para ver como eles saíram de sua difícil situação.

ORAÇÃO DE FECHAMENTO (2 minutos)

Mais informações? Clique aqui

atividade de classe - CORAÇÃO ENDURECIDO


Ser capaz de girar um ovo que foi cozido vai mostrar às crianças como um coração endurecido 
Torna difícil resistir ao diabo.

TÓPICOS:

Temendo a Deus,Obediência

MATERIAIS:

1 ovo cozido 
1 ovo não cozido 
Tabela ou superfície plana dura

DURAÇÃO:

Aproximadamente 5 minutos
Coração dentro do ovo

PREPARAÇÃO:

Antes da aula, ferver um ovo e deixar esfriar. Marque um ovo com um "A" eo outro com um "B", ou qualquer marca que você escolher, para que você possa dizer-lhes aparte.

O QUE VOCÊ VAI FAZER:

Você vai mostrar a classe que o ovo cozido é fácil de girar ao redor como um topo, mas o ovo não cozido não vai girar tantas vezes como você tentar. Você vai comparar o ovo cozido a alguém com um coração endurecido. Assim como nós podemos girar o ovo cozido, o diabo pode fazer alguém com um coração endurecido fazer coisas que eles sabem que está errado.

O QUE VOCÊ DIZER:

Tenho aqui dois ovos. Exceto pelo fato de que um está marcado com "A" e este outro está marcado com "B", eles têm o mesmo aspecto. No entanto, eles são muito diferentes. Deixe-me te mostrar. Eu preciso de um voluntário. (Dê ao voluntário o ovo cozido.) O que eu gostaria que você fizesse é girar este ovo ao redor como um topo. Você pode fazer aquilo? Foi fácil, não foi? Agora eu preciso de outro voluntário para girar este outro ovo. (Dê ao segundo voluntário o ovo não cozido.) O que está errado, você está tendo problemas para girar este ovo? Algumas crianças podem já saber, em qualquer caso deixar as crianças experimentar com os dois ovos por um momento, e depois pedir para tê-los de volta. Explique que a diferença entre os dois ovos é que um é duro dentro, enquanto o outro ainda é líquido. Podemos girar o ovo com o duro interior ao redor.

A Bíblia diz: "Bem-aventurado o homem que sempre teme ao Senhor, mas aquele que endurece o seu coração cai em angústia" (Provérbios 28:14). Este ovo cozido é como alguém com um coração endurecido e que não teme o Senhor. O diabo pode fazer com que essa pessoa faça coisas que eles sabem que estão erradas. Em certo sentido, o diabo tem algum controle sobre sua vida, e isso é muito assustador, não é? Alguém que é obediente ao Senhor e não deixa seu coração endurecer pode resistir ao poder do diabo. Como este ovo com o centro suave que não podemos girar ao redor, um cristão que é obediente à Palavra de Deus, e que teme o Senhor não pode ser controlado pelo diabo.Devemos nos assegurar que nossos corações não se tornem duros, como um ovo cozido.

Atividade para EBD sobre sinais de alerta

Esta atividade irá comparar os sinais de alerta que as crianças vêem todos os dias com advertências encontradas na Bíblia. Os sinais de aviso que vemos nos ajudam a estar seguros, mas os sinais de alerta de Deus nos ajudam de muitas outras maneiras.

TÓPICOS:

Mandamentos, Temor a Deus, Orientação, Obediência, Proteção

MATERIAIS:

Imprima algumas placas de trânsito, de perigo....

DURAÇÃO:

Aproximadamente 10 minutos
Chinelo, estrada, sinal


O QUE VOCÊ VAI FAZER:

Em primeiro lugar, dar às crianças as placas e deixa-las examinar as imagens. Explique à classe que cada objeto é um sinal que nos dá um aviso. Veja se eles podem identificar cada aviso.
Depois que todos tiverem uma chance de fazer suas suposições e anotar suas respostas, depois diga quais acertaram e quais erraram.
Exemplo de placas a serem impressas: 
Não fume
Remédio (manter afastado de crianças)
Pare
Não entre
Passagem de Nível
Produção
Curvar a Estrada
Cuidado, escadas
Resíduos perigosos
Veneno
Zona escolar
Escorregadio quando molhado


Na vida cotidiana, estamos constantemente vendo sinais que nos dão avisos. Esses avisos geralmente existem para nos proteger ou proteger os outros. Os sinais de aviso são muito importantes. Sem eles, as pessoas podem fazer algo que pode ferir a si mesmos ou a alguém. No entanto, os avisos não são apenas sinais. A Bíblia também está cheia de advertências, e eles são tão importantes. Na verdade, eles são mais importantes porque obedecer aos sinais de advertência na Bíblia não só nos protege, mas também nos torna pessoas melhores. A Bíblia diz: "Tem cuidado de fazer o que o Senhor teu Deus te ordenou, não te desviares para a direita nem para a esquerda, anda em todo o caminho que o Senhor teu Deus te ordenou, para que vivas e Prospere e prolongue seus dias na terra que você possuirá. " (Deuteronômio 5: 32, 33) "Tenha muito cuidado, então, como você vive, não como imprudente, mas como sábio, aproveitando todas as oportunidades, porque os dias são maus. Portanto, não seja insensato, mas entenda qual é a vontade do Senhor . " (Efésios 5: 15-17)
Como podemos saber qual é a vontade do Senhor? (Lendo a Bíblia e aprendendo mais sobre Jesus)
Onde podemos encontrar as advertências que Deus nos dá? (Sabendo o que a Bíblia diz, e permitindo que o Espírito Santo nos direcione em nossas ações.)

11 de maio de 2017

A VIDA DE MOSES - EBD - LIÇÃO 2: DEUS FALA COM MOISÉS

Nesta série de seis semanas de lição da escola dominical sobre Moisés, as crianças aprendem que Deus intercede em nome do Seu povo, às vezes de maneiras milagrosas. Em troca, Ele espera que Seus seguidores obedecem aos Seus mandamentos sem murmurar.




Depois de completar esta lição de escola dominical, as crianças aprenderão que Deus deseja se comunicar conosco e como é importante para nós ouvir.

TÓPICOS

Moisés, Santidade, Ouvir, Vontade de Deus

COMO CRIANÇAS CHEGAR (15 minutos)

Resultado de imagem para moisesFormas de comunicação: 
À medida que as crianças chegam, entregue-lhes uma folha de papel em branco e um lápis e peça-lhes que anotem o número de maneiras ou coisas que eles podem pensar que as pessoas usam para se comunicar. Dê um ou dois exemplos (veja abaixo). Depois que todos tiverem chegado e anotado algumas coisas, escreva suas respostas únicas no quadro-negro. Incluir quaisquer itens adicionais que eles não tenham pensado. Em seguida, fazer um voto por uma exibição das mãos que item as crianças acreditam que é a melhor ou mais eficaz e menos eficaz maneira de se comunicar. Feche a atividade dizendo: "Existem muitas maneiras de se comunicar, outras são mais eficazes do que outras, mas Deus pode se comunicar conosco de maneiras milagrosas. Hoje descobriremos uma maneira inesquecível que Deus falou com Moisés.
Exemplos: Rádio, Televisão, Livros, Revistas, Alto-falantes, Oração, Anjos.

ORAÇÃO DE ABERTURA E LOUVOR (5 minutos)

Mais informações? Clique aqui

TRABALHO DE MEMÓRIA (6 minutos)

"O meu socorro vem do Senhor, o Criador do céu e da terra." Salmos 121: 2 NVI 
As crianças devem estar familiarizadas com este versículo da semana passada. Hoje, peça às crianças que se sentem em um círculo, e chamem um nome. Essa criança dirá a primeira parte do verso. A criança à sua esquerda (no sentido horário) deve dizer a segunda parte do verso, ea próxima criança à esquerda dizer a referência. Faça isso várias vezes para que todos tenham a chance de dizer parte do verso.

LEITURA E DISCUSSÃO DAS ESCRITURAS (15 minutos)

Introdução: 
Na semana passada, aprendemos como Deus protegeu Moisés ao fazer com que a filha do Faraó o criasse como seu próprio filho. Deus tinha um plano para Moisés desde o momento em que nasceu. Agora Moisés é um homem casado, e é hora de Deus dizer a Moisés o que fazer. Durante este tempo, o povo israelita que vive no Egito está sendo muito mal tratado. Os egípcios estão usando-os como escravos para fazer todo o trabalho duro. No entanto, os israelitas são o povo escolhido de Deus, então Deus vai usar Moisés para libertá-los de seu sofrimento. Nossa lição começa com Moisés cuidando das ovelhas de Jetro, seu sogro.

Leia Êxodo 3: 1-15 (A história de Moisés e do Arbusto Ardente) 
Questões de discussão: 
1. O que era estranho sobre o arbusto que Moisés viu na montanha? (Nunca parou de queimar.) 
2. Por que você acha que Deus escolheu uma sarça ardente como uma forma de falar com Moisés? (Para chamar a atenção de Moisés e mostrar Seu poder temível.) 
3. Por que Deus disse a Moisés para tirar as sandálias? (Porque ele estava em terra santa.) 
4. Como reagiu Moisés ao pedido de Deus? (Ele não pensou que ele era digno e perguntou, "quem sou eu") 
5. Como Deus ia ajudar Moisés a entregar Sua mensagem? (Deus estaria com ele.) 
6. Quem foi que Moisés disse para enviá-lo, se perguntado pelos israelitas? (Moisés estava a dizer "EU SOU me enviou.")

EXERCÍCIO DE CLASSE (10 minutos)

O que posso ouvir?  Clique aqui

EXERCÍCIO DE CLASSE ALTERNATIVO (10 minutos)

Telefone Antigo (Jogo) 
Faça com que as crianças se sentem em um círculo ou se alinhem, e joguem o velho jogo de telefone (também conhecido como Sussurros chineses) para mostrar o quão importante é ouvir atentamente a Palavra de Deus. Você pode usar as seguintes frases ou fazer o seu próprio:
1. Quando Deus falou a Moisés, Ele o fez de uma maneira muito estranha, usando um arbusto.
2. Moisés não estava preparado para ouvir o que ele ouviu na montanha.
3. Deus tem um plano especial para todos nós, por isso precisamos ouvir atentamente o que a Palavra de Deus diz.

APLICAÇÃO (4 minutos)

Deus deseja se comunicar conosco o tempo todo. Às vezes, no entanto, estamos muito ocupados para ouvir Deus. Talvez sintamos que Deus tem coisas mais importantes a fazer do que falar conosco. Mas isso não pode estar mais longe da verdade. Deus nos ama muito e quer nos dizer muitas coisas. É por isso que precisamos tomar tempo para orar, e ouvir o que Deus tem a dizer. Vamos orar agora, e pedir a Deus que nos ajude a ouvi-Lo.

SEMANA QUE VEM

Se você realmente queria fazer alguma coisa, o que faria você mudar de idéia? Na próxima semana vamos aprender sobre um homem que não mudaria de idéia mesmo quando ele estava coberto de moscas e outras coisas assustadoras.

ORAÇÃO DE FECHAMENTO (2 minutos)

Mais informações? Clique aqui

Dinâmica para classe infantil - O QUE POSSO OUVIR?


Se ouvimos atentamente, podemos ouvir a pequena voz de Deus ainda em grande forma. 
Por Scott & Pamela Frazier, The Gate Ministries

TÓPICOS:

Espírito Santo, Conhecendo Deus, Ouvindo, Oração

MATERIAIS:

Gravador ou celular

DURAÇÃO:

Aproximadamente 10 minutos
Menino, escutar

PREPARAÇÃO:

Pegue um gravador de fita simples em torno do santuário antes de começar a aula e peça para que 5-10 pessoas falem uma frase ou duas "para a classe". Eles devem ter cuidado para não dizer seus nomes. Escreva para si mesmo quem falou e em que ordem.

O QUE VOCÊ DIZER:

Tenho gravado várias pessoas falando, o seu trabalho como uma classe é tentar descobrir quem é. (Reproduza uma voz de cada vez e deixe as crianças tentarem adivinhar quem está falando.)

Como realmente sabemos quem está falando? Soa como quem nós pensamos que é? Existem outras pistas sobre o que a pessoa disse que vai nos dizer a voz de quem estamos ouvindo? São palavras que estão sendo ditas que normalmente vêm desta pessoa?

Assim como tivemos que escutar cuidadosamente para descobrir quem estava na fita, precisamos ouvir com atenção para ouvir a voz de Deus.

A VIDA DE MOSES - EBD - LIÇÃO 1: MOISÉS COMO UM BEBÊ

Nesta série de seis semanas de lição da escola dominical sobre Moisés, as crianças aprendem que Deus intercede em nome do Seu povo, às vezes de maneiras milagrosas. Em troca, Ele espera que Seus seguidores obedecem aos Seus mandamentos sem murmurar. 
Resultado de imagem para a familia de moises

TÓPICOS

Moisés, Proteção

COMO CRIANÇAS CHEGAR (15 minutos)

Desenhe a seguinte tabela no quadro-negro
Coisas que nos protegem 
Pessoas que nos protegem
Exemplos:
Capacetes de bicicleta, cintos de segurança, luvas 
Exemplos:
Bombeiro, polícia, Deus

À medida que as crianças chegam, dê a elas uma folha de papel e peça que copiem a carta da tábua ou façam cópias já feitas antes da aula. Peça para  anotarem  coisas e pessoas que eles podem pensar em enquanto espera por todos para chegar. Quando terminarem, discuta o que todos escreveram escreva os mais originais no quadro para que todos vejam.

ORAÇÃO DE ABERTURA E LOUVOR (5 minutos)

Mais informações? Clique aqui

VERSÍCULO PARA MEMORIZAR  (6 minutos)

"O meu socorro vem do Senhor, o Criador do céu e da terra." Salmos 121: 2 NVI 
Peça às crianças que encontrem este versículo em suas Bíblias, e leiam várias vezes em voz alta. Peça-lhes que fechem os olhos e tentem dizer o verso novamente.

LEITURA E DISCUSSÃO DAS ESCRITURAS (15 minutos)

Introdução: 
Hoje vamos aprender sobre o nascimento de Moisés. Moisés nasceu há muito tempo no Egito. Mas ele não era egípcio. Ele era um israelita. Naquela época, o faraó do Egito ordenou que todo bebê recém-nascido fosse jogado no rio Nilo e morto, mas as meninas poderiam viver. Isso não soa justo, não é? Você pode imaginar a tristeza que os pais tiveram quando um bebê nasceu? Mas esta é uma história sobre como Deus pode proteger o Seu próprio povo escolhido, mesmo durante os tempos do mal como este.

Leia Êxodo 2: 1-10 (A história do nascimento de Moisés) 

Questões de discussão: 
1. Em vez de jogar Moisés no Nilo, o que sua mãe fez com ele nos três primeiros meses de sua vida? Ela o escondeu. 
2. Quando sua mãe não o escondeu mais, o que ela fez com Moisés? (Colocou-o numa cesta e colocou-o entre os juncos do Nilo.) 
3. Onde a filha do Faraó encontrou o bebê? (Ao longo da margem do Nilo entre os juncos.) 
4. O que a filha de Faraó estava fazendo quando encontrou Moisés? (Banhando-se com seus servos.) 
5. Você acha que Moisés foi encontrado por acidente, ou foi o plano de Deus? (O plano de Deus.) 
6. Quem a filha do Faraó encontrou para cuidar do bebê? (A mãe dele.) 
7. Como vemos a proteção de Deus nesta história? (Deus protegeu Moisés de morrer no rio Nilo, permitindo que a filha de Faraó o encontrasse e o criasse como um egípcio.)

EXERCÍCIO DE CLASSE (10 minutos)

Moisés no Nilo (Peça para seis crianças) Clique aqui

EXERCÍCIO DE CLASSE ALTERNATIVO (5 minutos)

Harm Removed (Object Talk) Clique aqui

APLICAÇÃO (4 minutos)

Usamos muitas coisas para nos proteger, por exemplo, capacetes, luvas e casacos pesados ​​no inverno. As pessoas também nos protegem de danos, tais como bombeiros e salva-vidas. A proteção de Deus está sempre lá, mesmo quando não a conhecemos. Ele tem um plano para nós, assim como fez com Moisés. Embora as coisas possam parecer difíceis naquele tempo, Deus está sempre trabalhando em nós para o bem.
A Bíblia diz: "E sabemos que em todas as coisas Deus opera para o bem daqueles que o amam, que foram chamados segundo o seu propósito". (Romanos 8:28)
Esta semana, todos devem passar algum tempo em oração, agradecendo a Deus por Sua proteção. Lembre-se, nossa ajuda vem do Senhor, o criador do céu e da terra.

SEMANA QUE VEM

Você já ouviu falar em rosa vermelha? Volte na próxima semana e vamos aprender sobre algo tão estranho, mas muito verdadeiro.

ORAÇÃO DE FECHAMENTO (2 minutos)

Mais informações? Clique aqui


DANO REMOVIDO - atividade para culto infantil

Sempre confie no Senhor. Esta Conversa de Objetos mostrará às crianças como Deus nos mantém a salvo do domínio do diabo de maneiras milagrosas.

TÓPICOS:

Milagres, Proteção, Confiança, Preocupação

MATERIAIS:

1/4 colher de chá de sal 
Pitada de pimenta 
Pequeno pires copo 
Colher de plástico

DURAÇÃO:

Aproximadamente 5 minutos

Colher de plástico

O QUE VOCÊ VAI FAZER:

Você vai derramar um pequeno monte de sal (cerca de 1/4 de uma colher de chá), representando o povo de Deus no meio do pires. Então você vai soltar uma quantidade muito pequena de pimenta sobre o monte de sal. A pimenta representa os muitos truques e mentiras do diabo que ele usa para enganar o povo de Deus. Em seguida, você vai esfregar uma colher de plástico vigorosamente sobre uma peça de roupa para criar eletricidade estática. Então, você vai agitar a colher sobre o montículo, ea pimenta irá anexar-se à colher, sendo assim removido do povo de Deus.

O QUE VOCÊ DIZER:

Hoje, vou mostrar-lhe como podemos sempre confiar em nosso Senhor para nos proteger, mesmo quando as circunstâncias parecem desesperadas. Este pires representa o mundo, no qual todos nós vivemos. Vou tomar um pouco de sal e colocá-lo no mundo. Este sal representa o povo de Deus. Agora, como sabemos, o mundo está cheio de mal. O diabo está sempre tentando enganar o povo de Deus. Deixe-me pegar um pouco dessa pimenta e colocá-la em cima do sal. Esta pimenta representa os truques e mentiras usados ​​pelo diabo, e eles estão bem em cima do povo de Deus.

Como podemos evitar esses truques e mentiras e removê-los do povo de Deus? (Permitir respostas e explicar como a maioria das sugestões seria desesperada ou levar uma eternidade.)

É impossível para nós, mas Deus pode fazer coisas milagrosas. Deixe-me te mostrar. Esta colher representa nosso Deus amoroso. (Pegue a colher e esfregue-a para criar eletricidade estática e, em seguida, retire a pimenta.)

Você vê, às vezes podemos não ter nenhum indício de como escapar do domínio do diabo, mas Deus está sempre lá para nós. Ele nos manterá seguros em Seus braços, não importa o que o diabo tente fazer.

PEÇA MOISÉS NO NILO

EstA PEÇA mostra o humildescomeço de Moisés e como Deus o protegeu do mal. 

(para cinco: Mãe, Miriam, Narrador, Donzela, Filha.)

TÓPICOS:

Fé, Moisés, Proteção, Confiança

MATERIAIS:

CestoBoneca 

DURAÇÃO:

Aproximadamente 10 minutos

PREPARAÇÃO:

Amarrar, corda, cesta, antes, classe
Bebê moses
(o Jogral começa com Miriam ea mãe segurando a boneca)
MãeFaraó só fez uma coisa má, Miriam. Ele fez uma lei que todos os bebês hebreus devem ser mortos.
MiriamAté o meu irmãozinho? O que podemos fazer?
MãeDevemos esconder ele. Preciso da tua ajuda.
NarradorEles esconderam o bebê em casa por alguns meses. Mas o bebê Moses cresceu e ficou grande, mais alto e mais ruidoso todo o tempo. Tornou-se impossível mantê-lo calado e escondido por mais tempo. Todos os dias, a mãe do bebê orava e pedia a Deus que protegesse a vida de Moisés da ira de Faraó. Mas Deus tinha planos ainda maiores para Moisés. Ele não estava prestes a deixá-lo morrer nas mãos de Faraó. Em vez disso, Deus deu uma ideia à mãe de Moisés.
MãeMiriam, precisamos fazer algo mais do que esconder Moisés. Sei que a filha de Faraó não tem filhos. Talvez se ela vir Moisés, ela vai querer mantê-lo para ela.
NarradorEntão eles fizeram uma cesta e colocaram o bebê Moisés dentro dela.
(Miriam ea mãe pegar o cesto, colocar a boneca dentro, e colocá-lo no chão)
NarradorLogo, a filha do faraó saiu à piscina com sua donzela e a cesta como se guiada por uma mão invisível, flutuava diretamente para eles.
(A filha do faraó e a donzela aparecem do outro lado da sala Um voluntário puxa a cesta para a donzela)
DonzelaOh, o que é isso! Oh meu! Um bebê! Mestre, olhe aqui, que bebê lindo!
(A donzela leva o bebê para fora da cesta e dá para a filha do faraó)
FilhaOs deuses certamente ouviram meus CLAMOR. Agora serei mãe e esse bebê será meu filho.
NarradorMiriam viu como todo mundo estava animado. Deus estava trabalhando no Seu plano. Moisés não será morto. Em vez disso, ele crescerá com sabedoria na terra do Faraó. Como guiada pela própria mão de Deus, Miriam subiu à filha do Faraó.
MiriamÓ amável filha de Faraó, quão abençoado é ter encontrado um menino. Gostaria que eu encontrasse alguém para cuidar dele por você até que ele fosse desmamado?
FilhaEle deve ser um menino hebreu e você é uma menina hebraica. Por favor, encontre alguém do seu povo que possa cuidar dele. Quando ele for desmamado, ele será meu filho e eu o nomearei Moisés. Mas certifique-se que ninguém descobre sobre isso.
NarradorEntão Miriã levou Moisés para sua própria mãe, que cuidou dele até que ele fosse desmamado. Então ela devolveu Moisés à filha de Faraó. Deus protegeu Moisés da ira de Faraó.
aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna.
João 4:14

E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.
Apocalipse 22:17
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

whos.amung.us