14 de dezembro de 2009

DANIEL NA COVA DOS LEÕES






      A história de Daniel é uma história bastante interessante, pois ele era  um rapaz, muito especial, o qual Deus amava muito, mas também ele temia ao Senhor, tentando agradar a Deus da melhor forma possível.
     Aconteceu que no reinado de Dário, alguns, presidentes invejosos do carinho que o rei tinha por Daniel, tentavam de tudo para que Daniel fosse apanhado numa armadilha, para que o rei o condenasse.
     Mas não puderam fazer mal algum a Daniel, porque ele era um jovem fiel e não havia nele erros nem culpas, para que o condenassem.
     Nunca acharemos ocasião para acusar o Daniel, ele é temente ao rei e a um Deus que nós desconhecemos.» disseram os que procuravam atraiçoai-lo. « Vamos tentar tocar naquilo em que ele é muito fiel, vamos fazer algo, que faça com que ele tenha de quebrar as leis do seu Deus.»
     E assim aconteceu, aqueles homens maus planearam algo terrível contra a fé do Daniel, e pela manhã foram ter com o rei, para dar-lhe a conhecer aquilo que tinham planeado.
     Salve ó rei Dário, que vive para sempre!» Gritaram entrando nos aposentos do rei.O rei sem se aperceber dos seus planos maus ouviu a opinião deles.
     Ò rei temos sabido que homens deste reino andam a pedir favores a outros governadores, e isso não é bom para um rei, pois retira toda a sua autoridade, por isso achamos bem vir alertá-lo acerca deste assunto e decidimos nós e todos os presidentes do reino, os prefeitos, conselheiros e governadores, em que o rei estabeleça uma ordem para que todo o homem, que durante trinta dias, fizer petição a outro Deus ou qualquer outro homem e não a ti ó rei, seja lançado na cova dos leões. Agora pois ó rei castiga o que não obedecer a este decreto, e assina a escritura, para que não seja mudada.
     E por causa do engano daqueles homens, o rei achou que seria bom que assim se fizesse e assinou aquela lei, esquecendo-se de que Daniel adorava o Deus que fez os céus e a terra, e que todos os dias ele abria as janelas da sua casa, orava a Deus, três vezes por dia.
     Daniel ao ter conhecimento do que se estava a passar, continuou orando ao seu Deus da mesma forma, três vezes por dia. Aqueles homens espiavam-no para ver a hora em que ele abria a sua janela e começava a orar.
     Então ao ver que Daniel não obedecia á ordem do rei, mandaram chamar os guardas para que o prendessem e levaram-no á presença do rei dizendo:« Este Daniel, que veio de Judá, não faz caso daquilo que ordenaste a todos os homens, e continua fazendo a sua oração a um Deus estranho, sem respeitar o teu nome». O rei ao ver Daniel ficou muito triste, pois viu que tudo tinha sido uma armadilha daqueles homens, para prenderem o jovem que o rei amava tanto, e durante todo o dia e toda a noite o rei tentou arranjar uma forma de livrar o Daniel da cova dos leões. 

      Sem conseguir fazer nada para salvar Daniel, o rei ordenou que o  julgassem na cova dos leões, mas antes de ele ir para lá o rei disse-lhe esperançado:« Eu desejo que o teu Deus a quem tu serves com toda a tua dedicação, te livre da boca desses leões esfomeados.  
     Então os guardas trouxeram uma pedra e fecharam a cova, o rei colocou a marca do seu anel na pedra, para que ninguém abrisse a cova. E foi para o seu palácio, passando a noite sem comer, sem ouvir música, e se conseguir  dormir, pensando naquilo que tinha acontecido com o Daniel.
     Pela manhã o rei levantou-se apressado e foi a correr para a cova dos leões, chegando á cova gritou com uma voz triste: Daniel, Daniel, servo do Deus vivo, por acaso o teu Deus a que tu serves dedicadamente, te livrou da boca desses leões?!»
     Então uma voz se ouviu dentro daquela cova:

Salve ó rei, que vive para sempre! O meu Deus enviou os seus anjos que fecharam a boca dos leões, para que não me fizessem mal algum, porque fui achado inocente aos olhos de Deus, e também contra ti ó rei não fiz mal nenhum.
O rei ficou tão feliz por ver que o Daniel estava vivo e reparou que o leões brincavam com ele como se fossem gatos mansos, então ordenou aos guardas que tirassem o Daniel da cova.
   Que aqueles que armaram esta cilada contra o Daniel, sejam jogados dentro da cova dos leões, pois queriam matar o Daniel por causa da sua fé, mas agora podemos ver que o Deus que Daniel serve é o verdadeiro Deus, pois livrou-o da boca daqueles leões esfomeados.
     E a bíblia nos diz, que ainda os homens maus não tinham caído no chão, já os leões os devoravam.
     O rei então escreveu outra lei que dizia:  A todos os povos de outras línguas ou nações que habitam sobre a terra: Paz vos seja multiplicada! A partir do dia de hoje em todo o meu reino e em todos os meus domínios, os homens devem tremer e temer perante o Deus de Daniel, porque este sim, é o Deus vivo e que seja assim para sempre, pois o seu reino não será destruído e o seu domínio não terá fim, pois só Ele livra, salva e faz sinais de maravilhas no céu e na terra, e foi Ele quem livrou o Daniel da boca dos leões! Assim diz o rei Dário.
     E assim Daniel foi exaltado naquela terra pelo seu Deus, e viveu por muitos anos, prosperando, porque Deus era com ele. 
    
     O  testemunho de Daniel é maravilhoso, pois podemos ver que na nossa vida por vezes acontecem situações muito complicadas, mas se permanecermos fiéis ao nosso Deus, então ele nos livrará, assim como Ele fez com Daniel, e também Ele nos exaltará pelo fato de termos sido fiéis á sua palavra mesmo numa situação tão aterradora como a de Daniel.
     Então já sabes, numa situação difícil da tua vida só tens de confiar no teu Deus e esperar que ele te dê vitória.






Um comentário:

  1. Quem foi esse rei que colocou Daniel na cova dos leões, Belsazar??????

    ResponderExcluir

aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna.
João 4:14

E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.
Apocalipse 22:17
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

whos.amung.us