Porque os Cristãos Evangélicos hoje estão cada vez mais descredibilizados?

A IGREJA HOJE ESTÁ:

28 de abril de 2015

Se estiver tudo sobre a graça, a obediência importa mesmo?

De todos os atributos de Deus descrito na Bíblia, a santidade é visto com mais freqüência. Homens caiu na santa presença de Deus. Os líderes, sacerdotes e reis tudo tremeu com a magnitude de sua santidade. Os anjos choram: "Santo, Santo, Santo é o nosso Deus."
Santidade (por meio da obediência) é a chave para compreender verdadeiramente a Deus. É por isso que o pecado é grave. Ele nos separa de Deus; ele está em oposição direta a Ele. Ela corrompe nosso caráter e nosso testemunho; ele impede santidade e sacia e entristece o Espírito dentro.
JC Ryle (1816-1900) em seu livro sobre a santidade disse que temos de ficar de guarda como um soldado em terreno inimigo. O problema é que muitos amam o mundo e têm dificuldade em separar. Eles acreditam no céu, mas eles não fazem realmente muito tempo para isso. Eles "dizem" que temem a Deus, mas eles não vivem como ele. Eles entrar tentação em vez de combatê-la. Eles gostam de pecado, em vez de enfrentá-lo. E eles comprometer em vez de conquista. A igreja morna desdenha o calor de convicção. Santidade, para eles, está desatualizado, à moda antiga (muito conservador).
Você está disposto a fazer o que é preciso para realmente conhecer a Deus?Procurando identificar o meio termo entre a nossa responsabilidade (obediência) e papel de Deus na santificação (santidade) pode ser um desafio, mas não precisa ser.A Bíblia está repleta de passagens sobre a obediência. É por isso que eu não abraçar graça hiper, mas eu estimo graça bíblica.
Por exemplo, 1 Pedro 1:14 diz: "Como filhos obedientes, não vos conformeis às concupiscências que antes havia, como em sua ignorância." 1 João 3: 3 acrescenta que "todos os que têm essa esperança Nele purificar-se, assim como Ele é puro." E Romanos 6:19 nos diz para apresentar os nossos corpos "como escravos da justiça."Pedro pergunta: "Que tipo de pessoas deveis ser em santidade e piedade?" (2 Pe. 3:11).
É claro nas Escrituras que a graça produz santificação (santidade). A santidade é um subproduto da nossa submissão à obra do Espírito. Por causa da graça de Deus, eu quero obedecer-Lhe. Infelizmente, muitos não procuram esta vida de renúncia. Eles querem que a estrada estreita de ser ampla e a cruz para a luz. Mas a santidade tem um custo.
JC Ryle observou que "a santidade vai custar um homem seus pecados. Ele deve estar disposto a desistir de todo hábito e praticar o que é errado aos olhos de Deus ... Não deve haver trégua separada com algum pecado especial que ele ama." Ryle continua: "Nossos pecados são muitas vezes tão querido para nós como nossos filhos: Nós amamo-los, abraçá-los, se apegam a eles e deliciar-los a participar com eles é tão duro como cortar uma mão direita, ou arrancar um direito. olho. Mas isso deve ser feito. A separação deve vir. "
Santidade vem com um preço ... há uma boa relação custo-morte para si e crucificação para o mundo. Para ser preenchido poderosamente com o Espírito, é preciso primeiro ser esvaziado de si mesmo. Orgulho e arrogância dificultar santidade. Estamos para vencer o pecado, não se render a ele.
A grande maioria dos cristãos estão dando ouvidos à santidade, dizendo: "Nós vivemos debaixo da graça agora." Conviction é substituído com complacência. O seu pensamento é: "Eu só não estou condenado sobre isso como você é." Muitas vezes, a razão é porque eles não estão realmente buscando a Deus.
Mais uma vez, estar morna desdenha o calor de convicção. It "ama o mundo" mais do que as coisas de Deus. A vocação à santidade desafia o nosso estilo de vida (inclusive o meu); obriga-nos a enfrentar os ídolos e remover hábitos destrutivos.
Santidade vai custar as opiniões dos homens. Vamos ser ridicularizado, zombado, caluniado, perseguido e até mesmo odiado quando tomamos uma posição de santidade. No entanto, precisamos desesperadamente de santidade.
Não devemos pedir desculpas por seguir a Palavra de Deus. Estamos no meio de uma batalha espiritual. Vamos ser criticado por seguir a Cristo, ridicularizado por acreditar na verdade, e desafiou para promover a santidade. Somos chamados a negar a nós mesmos, pegar a nossa cruz e segui-Lo. O dia da igreja passiva, morna deve chegar a um fim, se realmente desejamos que as famílias sejam restauradas e para a vida de ser reconstruído.
Seja claro aqui: 
1] Santidade não significa que nós nunca pecado. Aqueles que buscam a santidade perceber o quão pecaminosa que realmente são. Quanto mais nos aproximamos de Deus, o mais clara a imagem do pecado torna.
2] Santidade não levar ao perdão dos pecados. Deus declara que o crente justo (santa) por causa do sacrifício de Cristo na cruz. Cristo mais alguma coisa igual a salvação não é bíblico. Somos declarados reto diante de Deus quando colocamos a nossa confiança em Cristo, não em nossas "boas" obras.
3] Finalmente, a santidade não é tanto sobre "o que" eu não faço, pois é "por que" eu não fizer alguma coisa. É seguro supor que os que vivem fielmente as regras, em vez de um relacionamento verdadeiro com Cristo não são santos ... eles são religiosos.Eles podem evitar que as pessoas, lugares e coisas, mas ainda ser crítica, julgamento, ciumenta, arrogante e angry- "tendo forma de piedade". Santidade envolve verdadeiramente procurando versos Deus "brincando de igreja."
Devemos amorosamente pregar a santidade em nossos púlpitos novamente: "Sem santidade ninguém verá o Senhor" (Hb 0:14.). Os profetas do passado confirmam isso também. Estes homens foram enviados por Deus para chamar as pessoas de volta para Ele ... de volta à santidade: "E o Senhor Deus de seus pais enviou avisos a eles por seus mensageiros [para condená-los], madrugando e enviando-os, porque Ele teve compaixão do seu povo e da sua habitação. Mas eles zombaram dos mensageiros de Deus, desprezando as suas palavras e mofando dos seus profetas, até que o furor do Senhor subiu tanto contra o seu povo, que mais nenhum remédio houve "(cf. 2 Chr 36: 15-16.).
Pouco mudou: Nós ainda zombar mensagens difíceis do púlpito e da caneta, nós desprezamos o calor de convicção, e zombam daqueles que buscam a Deus incondicionalmente. Pergunto novamente: "Você está disposto a fazer o que é preciso para realmente conhecer a Deus?" 

Fonte: http://www.charismanews.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna.
João 4:14

E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.
Apocalipse 22:17
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

whos.amung.us